NÚCLEO DE FORMAÇÃO CÊNICA 2018

 

Com o objetivo de fomentar a formação e a troca de saberes entre artistas da cena e a criação de novos grupos teatrais em São José do Rio Preto, integrantes da Cia. Cênica e profissionais convidados ministraram aulas de interpretação, canto, preparação vocal e preparação corporal, entre outras, tendo como eixo norteador a montagem de Vereda da Salvação, do dramaturgo brasileiro Jorge Andrade. Oferecido gratuitamente, o Núcleo é mais uma das ações do Projeto Território Cênico, contemplado pelo edital 38/2017 do ProAC, da Secretaria da Cultura e Governo do Estado de São Paulo, e tem como parceiro o Programa de Qualificação em Artes (Projeto Ademar Guerra). Os encontros (aulas, ensaios, ensaios abertos e apresentações) aconteceram entre março e novembro.

 

 


Vereda da Salvação 

 

Vereda da Salvação é uma incursão cênica na obra homônima de Jorge Andrade, um dos mais importantes dramaturgos brasileiros. O texto, escrito entre 1957 e 1963 e inspirado em um fato verídico ocorrido em 1955 no município de Malacacheta, Minas Gerais, trata de uma comunidade de trabalhadores rurais que, em sua busca por condições de vida minimamente dignas, mergulha no misticismo exacerbado de uma nova crença religiosa que a levará ao caminho da libertação. O espetáculo (em processo de montagem) é fruto de pesquisas do Núcleo de Formação Cênica sobre o realismo poético de Jorge Andrade e sobre os aspectos fundamentalmente coletivos e sociais desta obra.

 

FICHA TÉCNICA

Texto: Jorge Andrade

Direção: Fabiano Amigucci e Fagner Rodrigues

Direção Musical: Everton Gennari

Introdução ao universo de Jorge Andrade: Eduardo Catanozi

Figurinos: Adbailson Cuba

Cenário: Léo Bauab

Iluminação: Fagner Rodrigues

Elenco: Angelo Augusto, Christina Martins, Daiane Rosa, Deivison Philip, Esmeraldina Reis, Ester Neves, Giovana de Paula, Jaqueline Bisca, Jessica Paladino, Juliana Carolina, Marina Rico, Nathalia Navarro, Pietra Borges, Sofia Mitsuyuki, Suria Amanda e Vladimir Banhara.

Produção: Núcleo de Formação Cênica

Orientação Cia Cênica: Beta Cunha, Cássia Heleno, Elaine Matsumori, Fabiano Amigucci, Fagner Rodrigues, Glauco Garcia e Simone Moerdaui

Orientação Programa de Qualificação em Artes: Luísa Pinti, Everton Gennari e Valéria Lauand

Fotografias: Guilherme Di Curzio

 

Vídeo (ensaio aberto 1º ato no Cursinho Alternativo): Gael Camillo (captação) e Neto Chiacchio (edição)

https://www.youtube.com/watch?v=LWUqI9xXfI8&t=209s

 


Um pouco sobre Jorge Andrade

Nascido em Barretos em 1922 e falecido em 1984, Jorge Andrade é um dos mais expressivos dramaturgos paulistas e brasileiros, retratando com fundo de verdade e grande poesia cênica diversos panoramas da vida ligada à herança cafeeira, dedicando-se, posteriormente, a temas contemporâneos à sua época e ligados à vida metropolitana.

Filho de fazendeiros e tendo vivido a cultura do meio rural, o autor trará para a cena profundas observações desse universo, especialmente sua derrocada e adaptação ao meio urbano, fonte dos conflitos que atravessam a maior parte de suas criações.

Então minha verdade saiu da terra, cresceu e ultrapassou a mata. Percebi como devia ser maravilhoso compreender, interpretar e transmitir! Partir da minha casa, minha gente, de mim mesmo e chegar ao significado de tudo, tendo, como instrumentos de trabalho, apenas as palavras e a vontade” (Jorge Andrade).

Fonte: Enciclopédia Itaú Cultural

 

0 Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.