R I O  C L A R O

27/04 – 15h | Praça da Liberdade

Junto com o Samba de Bumbo de Pirapora, o Campineiro e o Samba de Lenço, está o Batuque de Umbigada, ou Tambú, de origem banto. Um dos terreiros do batuque de umbigada é Rio Claro.  Segundo Ivan Bonifácio, do Batuque de Umbigada Sete Léguas, “dizem os antigos que, desde o tempo dos escravos, o tambú era tocado no terreiro das senzalas. O grande tambor fazia soar a SETE LÉGUAS o chamado para os batuqueiros… (…) No dia 13 de maio estava marcado, não precisava nem avisar. Batuqueiros e batuqueiras de diversas cidades da região como Limeira, Araras, São Carlos e Descalvado rumavam para Rio Claro”. Em 2013 foi aprovada em Rio Claro uma lei que institui o dia de Ogum (23 de abril). Desde então vem sendo realizado o evento “Ogum e suas origens culturais – A cultura africana entre nós”, realizado pela Secretaria de Cultura em parceria com a Diretoria de Políticas Especiais, em que são realizadas exposições, apresentações artísticas e culturais, oficinas, feiras com empreendedores e artistas da comunidade negra. Tal como a lei, a ideia é promover a valorização da ancestralidade africana e a conscientização da sociedade sobre o quanto as culturas africanas estão presentes em nosso cotidiano, buscando assim combater o racismo e a intolerância cultural.

A Secretaria de Cultura de Rio Claro é  parceira do Projeto Virado à Paulista!

Acompanhe abaixo os registros deste encontro e deixe seu comentário no fim da página.

Imagens captadas/editadas por José Roberto Santana e Cia. Cênica.

0 Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.